• sexta-feira , 20 outubro 2017

Wallace vê Fla consistente e lamenta erro da arbitragem no toque de mão

O zagueiro Wallace foi protagonista no primeiro gol do Flamengo na vitória por 3 a 1 sobre o Fluminense neste domingo, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. Em cobrança de escanteio, o capitão subiu para dividir com Henrique e tocou com o braço na bola, que ficou na medida para Emerson Sheik chutar e mandar para o fundo da rede.

Na saída para o intervalo, Wallace disse que não lembrava de a bola ter tocado no seu braço e que, se aconteceu, foi “quase imperceptível”. Ao fim da partida, com sangue frio após o triunfo, ele reafirmou que não sentiu o toque e admitiu que assistiu ao lance posteriormente. A conclusão a que chegou foi que houve erro da arbitragem. Com humildade, o zagueiro lamentou o ocorrido.

“Então, vou ser sincero, não senti a bola tocar na minha mão. Agora eu vi no vídeo que realmente pegou. Mas foi quase que de forma imperceptível. Estava ali no calor, fiz um gesto para tentar cabecear a bola, acabou tocando, mas acontece. Infelizmente a gente lamenta o erro da arbitragem, mas acontece” declarou.

Michael e Wallace - Fluminense x Flamengo (Foto: Nelson Perez / Fluminense FC)

Wallace foi substituído por César Martins no fim do segundo tempo. Ele disse que vem sentindo um desconforto no músculo posterior da coxa direita há algum tempo, mas que não é nada grave e que não será problema para o próximo jogo, contra o Cruzeiro, na quinta-feira. Como o duelo contra o Fluminense estava praticamente liquidado, ele e Oswaldo de Oliveira optaram por preservá-lo.

Com a vitória, o Flamengo manteve os 100% de aproveitamento no returno do Brasileirão. Wallace definiu o momento da equipe e analisou os 3 a 1 sobre o Tricolor.

“A confiança está lá em cima, a equipe está consistente. Hoje contra o Fluminense a gente fez um jogo muito maduro e controlou boa parte das ações. Só num momento do segundo tempo que tomamos certo sufoco, até os 25 minutos, mas sem nenhuma situação clara de perigo do Fluminense. Quando botaram o Marcos Júnior, ficaram com um homem a mais no meio-campo, e não estávamos conseguindo encaixar a marcação. Mas acho que a equipe está numa crescente. Essa guinada de confiança faz a equipe crescer. Vencer é mais importante do que jogar bem no futebol” finalizou.

Com informações do Globo Esporte

Foto: Nelson Perez/Fluminense FC

Related Posts

Deixe um comentário..